Ana səhifə

Conselho Comunitário de Segurança do Park Way


Yüklə 66.94 Kb.
tarix11.06.2016
ölçüsü66.94 Kb.




Conselho Comunitário de Segurança

do

Park Way








Ata da 14ª reunião - 21/02/2008 - 2ª reunião da gestão 2007/2009


  1. Abertura

Às 20h25m de 21/02/2008, na sede da Associação Comunitária do Park Way, SMPW q. 14 AE1, o presidente do Conselho Comunitário de Segurança do Park Way – Conseg/PW, Robson Neri, abriu a reunião.




  1. Composição da mesa




Instituição

Titular

situação

Conselho de Segurança do Park Way

Robson Neri, presidente

presente

Administração Regional do Park Way

Antonio Girotto Borges, admininstrador

presente

PM - 12ª CPMind

Maj. Anderson, comandante

presente

PM - 4º Batalhão

T. Cel. Lemos Pita, comandante

representado pelo Capitão Harriston

PM – Bombeiros - 6ª Cia Regional de Incêndio

Maj. Williman, comandante

representado pelo subcomandante Tenente Rogério Borges

PM – Batalhão escolar – 6º batalhão

Cel. Nelson Garcia, comandante

ausente

Polícia civil - 11ª DP

Dr. Bartolomeu Araújo, delegado-chefe

presente

Polícia civil - 4ª DP

Dr. João Carlos Lóssio, delegado-chefe

ausente

Polícia civil - 21ª DP

Dr.a Mônica Loureiro, delegada-chefe

representado pelo Dr. Marcelo Portela, Delegado-Chefe-Adjunto

Detran

Dorvalina Prado, assessora da Diretoria Administrativa e Financeira

presente

SSP – Suproc

Major Marcio Pinheiro Martins, Subsecretário interino

representado pelo agente Augusto de Lima




  1. Autoridades e convidados presentes




    1. Jeanine Filfili, presidente da Associação Comunitária do Park Way;

    2. Hiromi Niho, diretor da Associação Nipo Brasileira de Vargem Bonita; voluntário para a região da Vargem Bonita.

    3. Ivone Baracat, presidente do Instituto Vida Verde e COMDEMA; voluntária para o tema “crimes ambientais”

    4. Gilma Ferreira, voluntária para o tema “iluminação e calçadas”.

    5. Vilmar Fonseca, voluntário para o tema “placas de endereçamento”.

    6. Francisca Barbosa, voluntária para a região “quadras 1 a 5”.

    7. Mario Motoyama, morador membro da Comissão Eleitoral do CLP – Conselho Local de Planejamento Territorial e Urbano do Park Way.

    8. Thelio Braun, voluntário para o tema ”roubo de cabos da CEB em condomínios”.

    9. Tenente Rocha, oficial da 12ª CPMind escalado para o relacionamento com a comunidade do Park Way




  1. Informes e correspondência recebida e expedida




    1. O presidente do Conseg, Robson Neri, informou sobre a pauta da reunião e que o foco seria no posicionamento das autoridades no que se refere às demandas da reunião realizada em 21.12.07, e nas questões específicas de segurança;

    2. Correspondência recebida: Circular nº. 001/2008 – SUPROC convidando o Conseg para solenidade de hasteamento de bandeiras na SSP e solenidade de apresentação do novo Secretário Interino de Projetos Comunitários, Maj. Márcio Martins.

    3. Correspondência expedida: ofícios de convocação para a presente reunião com ata da reunião anterior.




  1. Pauta do dia




    1. Demandas já apresentadas – apresentação de cada autoridade sobre as providências de sua área para as demandas levantadas até a reunião anterior;

    2. Novas demandas – apresentação pela comunidade / comitês regionais; e

Comitês temáticos – relatórios de progresso;

    1. Plano de metas - apresentação da proposta da Suproc (Item não tratado por falta de tempo);

    2. Assuntos gerais.




  1. Apresentação dos membros do Conseg

O presidente do Conseg apresentou os membros da diretoria do Conseg




Função

Nome

Presidente

Robson Neri

Vice-presidente

Maristella Tokarski

Diretor Comunitário

Nilson Abreu

Primeira Secretária

Sônia Levi

Segundo Secretário

Hiromi Niho




  1. Apresentação da dinâmica da reunião

O diretor comunitário, Nilson Abreu, explicou a dinâmica adotada para a reunião: 2 minutos para auto-apresentação de cada autoridade; breve fala do presidente do Conseg; inscrição de até 15 pessoas para apresentarem objetiva e diretamente à autoridade competente suas solicitações e/ou idéias para a melhoria das condições de segurança da região. Cada autoridade endereçada deverá trazer o retorno à pessoa inscrita até a reunião seguinte. Os assuntos que não são específicos de segurança são abordados no final.





  1. Apresentação das autoridades presentes




    1. O Tenente Rogério, subcomandante da 6ª Cia. Regional de Incêndio colocou-se á disposição da comunidade e de outros órgãos governamentais, muito embora não tenha havido nenhuma reivindicação advinda da reunião anterior.

    2. O Dr. Marcelo, Delegado-Chefe-adjunto da 21ª DP, informou que aquela Delegacia, localizada em Águas Claras, atende às aos conjuntos das quadras 03, 04 e 05 do Park Way que ficam entre Águas Claras e a pista D-079. Esclareceu que em caso de ocorrência de sinistro, o cidadão deverá se dirigir à delegacia mais próxima de sua residência, pois o registro é feito e encaminhado para que a delegacia competente apure os fatos. Informou ainda, que já trabalhou na 11ª DP, sendo, portanto, bastante conhecedor dos problemas do Park Way, e colocou-se á disposição da comunidade.

    3. O presidente do Conseg acrescentou que conversou com a Dra. Mônica, Delegada-Chefe da 21ª DP, que lhe informou que sua delegacia participa de 5 Consegs e, por isso, não seria viável estar presente em todas as reuniões do Park Way.

    4. O Dr. Bartolomeu, delegado-chefe da 11ª DP, informou que realizou reunião de trabalho com o presidente do Conseg quando lhe forneceu um mapa indicando as circunscrições de cada DP. Explicou que a determinação de tais limites é baseada em critérios logísticos e é feita por uma comissão com o objetivo de se obter celeridade e agregação com o trabalho do Corpo de Bombeiros. No que tange à viabilidade de se instalar uma DP no Park Way, explicou que as associações devem pensar numa área, que o espaço deve ser de 20.000 metros quadrados e, sobretudo, estar perto de outros órgãos de segurança pública, pois isso implica num trabalho mais racional e gera resultados mais positivos. Informou que, na reunião com Robson Neri, lhe entregou relação de sugestões de ações preventivas de segurança. Com relação a furtos, ponderou que as características do Park Way (poder aquisitivo acima da média) é o atrativo dos marginais. Enfatizou a necessidade de se tomar precauções para se evitar os furtos, sobretudo nos períodos de férias, quando há maior incidência. Reiterou que as residências sem movimento são as mais vulneráveis. Enfatizou a importância da participação da comunidade e da vítima (vitimologia) para resolver os casos de delitos. Explicou ainda que a polícia trabalha com estatísticas, e a omissão de registrar queixa por parte das vítima faz com que determinadas áreas não sejam alvo de policiamento ostensivo, nem parte de planos de ação. Ilustrou o assunto com a “Operação Festa no Park” que durou cerca de 10 meses. Essa operação desbaratou uma quadrilha que havia feito furto de eletrodomésticos em nove residências no Park Way e repassavam para um receptador, proprietário de três lojas de eletrodomésticos no Valparaíso, que enviava para venda em Goiás. As vítimas que registraram ocorrência nas delegacias tiveram os objetos recuperados. Informou que o furto a cabos de eletricidade voltou a ocorrer no Distrito Federal. Os furtos haviam diminuído porque quatro indivíduos que haviam sido presos por esse tipo de delito já estão soltos. Comentou de roubo de cabos em chácaras de Vargem Bonita.

    5. O Major Anderson, Comandante da 12ª CPMind informou que aquela companhia cobre o Núcleo Bandeirante, Candangolândia e parte do Park Way. Uma nova Unidade será criada em Águas Claras para cobrir o Park Way, a partir da quadra 5 até Águas Claras. Informou que a CPMind procede ao policiamento ostensivo e que tem um oficial exclusivo para o Park Way, Tenente Rocha, lotado no Posto Policial da quadra 14. Informou que o policiamento é feito com motocicleta e automóveis. Com relação ao policiamento em Vargem Bonita, explicou que tem sido intensivo e tem se valido de pessoal velado para levantar informações do que ocorre naquela localidade. Constatou-se que pessoas de fora vêm do Recanto das Emas, de Samambaia e outras periferias e têm ligação com uso de drogas e consumo de bebidas alcoólicas. Ponderou que o registro de qualquer anormalidade é necessário para orientar o trabalho de segurança. Com relação aos mendigos que habitam na mata, informou que já foram abordados. Orientou também sobre medidas preventivas de segurança, tal como possuir cachorros.

    6. O Capitão Harriston, do 4º Batalhão de Polícia Militar, pronunciou-se para elogiar a organização da reunião do Conselho de Segurança do Park Way e propõe a replicação do modelo para outros Consegs do DF.

    7. A assessora da Diretoria Administrativa e Financeira do Detran, Sra. Dorvalina Prado, explicou que as autoridades competentes, muitas vezes, se fazem representar nas reuniões dos Consegs, por isso nem sempre é possível para o representante fazer uma colocação sobre o problema específico que se apresenta, mas que é dado o devido encaminhamento naquele órgão. Explicou sobre os temas que o Detran aborda no planejamento de execução de ações: engenharia (por região em conjunto com a respectiva Administração Regional) e educação/fiscalização (centralizado). Com relação à sinalização horizontal e vertical (placas e faixas), explicou que o Detran tem orçamento destinado exclusivamente para o Park Way. Tem conhecimento de que o Detran tem pronto para executar um planejamento para o Park Way, mas ela própria sugeriu que se faça uma experiência-piloto no Park Way, de forma a contar com a participação da comunidade. No seu entendimento, o planejamento deve ser objeto de consulta à comunidade que sabe melhor sobre suas necessidades. Salientou que algumas vias do Park Way não estão sob responsabilidade do Detran, no caso as DFs. Em termos de orientação de trânsito, expressou que o Detran pode contribuir com a parte educativa, dentro de uma atividade organizada pela comunidade. Citou como exemplo a organização de uma semana de educação.

    8. A presidente da ACPW, Sra. Jeanine Filfili, dirigiu-se à Sra. Dorvalina para pedir informação sobre o projeto “Trânsito Integrado” que refere-se a transbordo na entrada do Park Way. A matéria foi publicada no Correio Braziliense de 26.01.08. Desconhecedora dos detalhes do projeto, a Sra. Dorvalina ponderou que a Secretaria de Transporte é responsável por esse tema, mas que verificará a pessoa que deve ser contatada naquela Secretaria.

    9. O agente Augusto de Lima, da Suproc, esclareceu que houve troca de comando naquela Secretaria e que os ofícios devem ser enviados ao Major Márcio Pinheiro Martins. Informou também que o Cel. Cláudio Sobrinho ausentou-se de Brasília para fazer curso em São Paulo e que a Major Gilda assumiu a direção da Integração e Articulação Comunitária. O Sr. Augusto de Lima elogiou a logística e a metodologia de trabalho da reunião do Conselho de Segurança do Park Way, mas ponderou que as interrupções da fala das autoridades e respectiva réplica gera um entrave na metodologia de trabalho e pode representar diminuição de tempo para a comunidade expor suas demandas e dúvidas.

    10. O presidente do Conseg, Sr. Robson Neri, elogiou a eficiência do Detran referente à obra dos balões, pois tão logo foi contatado, encaminhou engenheiro para reunião de emergência com o administrador regional.

    11. Em seguida, o administrador do Park Way, Antônio Girotto, informou que o carnaval realizado em Vargem Bonita foi um sucesso e agradeceu a presença da polícia que propiciou segurança total. Com relação às demandas da reunião anterior, o administrador expôs como a seguir:






Iluminação

- solicitado grupo técnico da CEB para avaliar a situação da quadra 26; dos conjuntos 15 e 16 da quadra 17; entre as quadras 3 e 5; no Córrego da Onça e Coqueiros. CEB realizará licitação no dia 27.02.08 e a administração regional tomará conhencimento sobre soluções dos problemas.




Posto Policial

- O de Vargem Bonita está pronto (estão colocando grama) para montar a guarda. Necessita articular com as autoridades, ACPW e Conseg para agendar a inauguração;

- Já havia outro posto policial licitado para Vargem Bonita. Foi comprado como equipamento por ser pré-moldado. Assim, o posto policial poderia ser instalado em outro local de VB;

- O administrador pede que a comunidade discuta e dê sugestões para a destinação do posto policial (de alvenaria) a ser inaugurado. A Sra. Jeanine Filfili, presidente da ACPW pede que seja instalado o destacamento da PM ambiental. A sugestão será discutida diretamente com o Sr. Girotto;

- Já existe 1 posto licitado para a quadra 26. A sugestão é alterar sua localização em aproximadamente 100 a 200 metros, de forma a ser construído na Qd 26, perto da passarela (idéia de portal de entrada de Brasília), onde também deverá funcionar o Centro de Atendimento ao Turista (CAT). O posto policial dará apoio ao CAT, além de cobrir a segurança da região.



Quebra-molas e controle de velocidade

- Administração regional enviou ofício ao Detran para indicar o procedimento adequado a ser adotado no PW (quadras 14 e 17 caminho de VB). O Sr. Thélio Braun expressou seu entendimento de que deve ser adotada medida tal como semáforo, sonorizador ou pardal, menos quebra-molas que estragam os carros e criam congestionamentos.




Calçadas

- O critério usado para selecionar as quadras beneficiárias foi documento entregue por ocasião da visita do Governador no âmbito do Governo das Cidades. As quadras beneficiadas são: 3, 4, 5; 7; 14; 15; 16; 26 e 27.




Casas de Festas

- Monitoramento constante via Internet para identificar festas vendidas. A AR entra em contato e informa que é proibida a realização de festas vendidas no PW.




Invasões

- Grande avanço. Foi feita reunião com órgãos competentes para fazer a retirada e terá início em duas áreas já definidas como prioritárias (final da Qd 25 e Córrego do Mato Seco).




Bares e/ou quiosques de Vargem Bonita

- Será consultada a lei que já prevê comércio para atender aos moradores de VB para verificar que tipo de comércio está definido;

- O Conseg sugere seja feita consulta popular na VB e redondezas sobre o assunto.



Duplicação da DF079

- Conseg enviará mensagem solicitando à administração regional explicações técnicas sobre a não duplicação da DF079. Aparentemente, enfrenta-se problema de ordem ambiental.




Águas Pluviais

- Após visita à curva perto da passarela na quadra 14 e outros trechos para verificar o motivo de acúmulo das chuvas, foram retirados meios-fios que bloqueavam o escoamento para as áreas verdes.




Ônibus e pontos de ônibus

- Será verificada no DFTrans a tarifa praticada e a qualidade do serviço prestado no PW;

- Licitação para os 300 pontos está parada. Governador autorizou a administração regional procurar empresas de publicidade que arquem com os custos de construção (a exemplo do Lago Sul) dos abrigos de passageiros e efetivar contrato. Este assunto será tratado na ACPW.

O administrador prestou esclarecimentos sobre as obras dos balões: os projetos dos balões, cujas obras foram iniciadas, já existiam e foram aprovados em administração anterior sem a devida apreciação do Detran. No dia em que a empresa Danluz colocou os meios-fios, muitos acidentes ocorreram e, somente às 16h00, o administrador tomou conhecimento de que as obras estavam sem qualquer sinalização. Chamada pelo presidente do Conseg, Sr. Robson Neri, a 12ª CPMind tomou as devidas providências imediatamente, colocando cones e tochas para alertar aos motoristas sobre as obras. O presidente do Conseg convocou reunião emergencial com a administração regional, Detran e a empresa executora das obras solicitando as devidas providências de segurança contra acidentes e revisão do projeto. A administração suspendeu as obras para que os projetos fossem refeitos e apreciados pelo Detran. O Dr. Ivo e Dr. Cláudio, do Detran, foram rápidos e aprovaram os três projetos. A empreiteira retomará os trabalhos consertando os equívocos. Retomada a obra, os trabalhos deverão ser concluídos em três dias.




  1. Pauta livre

Os inscritos apresentaram suas solicitações e observações às autoridades competentes, como a seguir:




    1. Apresentada pelo Sr. Eduardo Werberich da Silva, da quadra 28, ao Administrador Regional – passagem clandestina que faz ligação com a quadra 29, facilitando o acesso e evasão de bandidos que praticam furtos naquela área e fogem com os bens subtraídos se valendo de veículos. Além disso, são depositados lixo, entulho e restos de poda, aumentando consideravelmente a proliferação de insetos e ratos, colocando em risco à segurança e saúde dos moradores. Pede a limpeza da área, reposição de árvores nativas e o fechamento da passagem de carros em ambos os acessos (qd 28 e qd 29). Sugere campanha de conscientização para que os moradores e caseiros não se sirvam da área como depósito de lixo;

    2. Apresentada pela Sra. Adriana Laboissière, da quadra 14, ao Detran – apresenta documento encaminhado ao engenheiro Bonfin, em 10.04.07, e respectiva resposta pelo Ofício 083/2007- GEREN, de 18.05.07, sobre quebra-molas e barreiras eletrônicas no conjunto 1 da quadra 14, entre os lotes 3 e 6. Pede medidas que possam efetivamente contribuir para diminuir a velocidade e os acidentes nos quais postes de luz são derrubados e resultam em mortes, algumas, inclusive, em frente à sua casa;

    3. Apresentada pela Sra. Regina Celi de Araújo, da quadra 25, ao administrador regional – melhor iluminação da quadra 25 com a mudança de tipo de lâmpadas; poda do mato nas áreas frontais dos condomínios e em outras áreas, de forma a criar acostamento na via de trânsito; construção de calçadas adequadas para caminhadas; ronda policial; melhoria dos horários e itinerários dos ônibus; fiscalização no comércio de bebidas alcóolicas no “Setor de Chácaras” da quadra 25 (campo de futebol com torneios);

    4. Apresentada pela Sra. Jeanine Filfili, da quadra 17 e presidente da ACPW, ao administrador regional – ação preventiva às quiemadas e combate a locais de esconderijo de marginais por meio da roçagem de áreas públicas (quadra 14 entre a via que vai para o aeroporto e o primeiro lote, entre dois lotes em frente à passarela), pois são áreas propícias a abrigar marginais; remoção do ponto de venda de plantas próximo ao posto policial da quadra 14; instalação de corpo de bombeiros no Park Way (quadra 14 a 29) para prevenir e combater incêndios florestais;

    5. Apresentada pelo Sr. Thélio Braun d’Azevedo, da quadra 17, ao administrador regional e Detran – ação de fiscalização nos cortes nas vias de trânsito que os condomínios fazem para a tubulação de água e luz, especificamente os da quadra 15, que formam verdadeiras valas, podendo quebrar a roda de um carro ou comprometer o amortecedor, bem como causar acidente; colocação de semáforo na área da passarela em substituição à faixa de pedestre. Ali há perigo eminente de acidente e atropelamento; procurar soluções para diminuir a velocidade sem o uso de quebra-molas, que só servem para engarrafar o trânsito e desgastar peças dos carros; enfatizou que qualquer planejamento para o Park Way ou medida deve ser adotada somente após considerar a opinião da comunidade;

    6. Apresentada pelo Sr. Paulo Marcelo, da quadra 20, ao administrador regional - rever os projetos dos balões em construção; asfaltamento novo da via da quadra 20, pois está muito remendada e cheia de buracos;

    7. Apresentada pela Sra. Francisca Barbosa, da quadra 4, ao Detran, administrador regional e DER – sinalização de todas as ruas dos conjuntos das quadras 1 a 5 e verificar as quadras 6 a 29; troca de lâmpadas queimadas; instalação de paradas de ônibus na DF079 pelo menos da quadra 4 a 5, dos dois lados da rodovia; sinalizar a DF079; sugere convidar o DER para as próximas reuniões;

    8. Apresentada pela Sra. Maristella Torkaski, da quadra 16, ao administrador regional – sinalização horizontal dos balões (pare e faixa no asfalto); fornecer um número de celular para o posto policial para que se possa ter resposta imediata, pois muitas vezes o telefone fixo toca sem que ninguém atenda; disponibilização do telefone do posto da zoonose mais próximo para se avisar no caso de animais soltos na via de trânsito (a exemplo, as vacas que ficaram dominando a via da quadra 14 e 15, tendo que agir como pastora por mais de uma hora para tirar as vacas da pista).



  1. Comitês temáticos (Voluntários da Segurança)

    1. Placas de endereçamento – relatório apresentado por Vilmar Fonseca: no dia 19.02.08, foi à Administração para acompanhar o processo de confecção das placas de endereçamento do Park Way. Segundo a Administração Regional, em 18 dias a confecção das placas estará concluída; a colocação das placas levará 18 dias. As placas das entradas das quadras medem 0,90cm x 1,50m; para os conjuntos, serão usados totens na medidade de 0,60cm x 0,30cm.

    2. Roubo de cabos elétricos - O presidente do Conseg, Robson Neri, convidou o Sr. Thélio Braun, que foi bastante receptivo, e agora é voluntário para identificar soluções preventivas que os condomínios podem implementar para dificultar o acesso de ladrões a seus cabos elétricos.




  1. Próxima reunião

Como a próxima terceira quinta feira do mês cairá em véspera de feriado, 20/3/2008, a data da próxima reunião será divulgada em poucos dias.


  1. Encerramento

O presidente do Conseg, Robson Neri, agradeceu a presença de todos e encerrou a reunião às 22h15m.




GDF

Secretaria de Segurança Pública

Subsecretaria de Programas Comunitários



Pag /

Conseg Park Way

8404-3000, conseg@smpw.com.br

www.smpw.com.br





Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©kagiz.org 2016
rəhbərliyinə müraciət