Ana səhifə

A produçÃo do etanol a partir de resíduos agroindustríais – o bagaço de cana-de-açÚcar introduçÃO


Yüklə 10.19 Kb.
tarix10.06.2016
ölçüsü10.19 Kb.
A PRODUÇÃO DO ETANOL A PARTIR DE RESÍDUOS AGROINDUSTRÍAIS – O BAGAÇO DE CANA-DE-AÇÚCAR

INTRODUÇÃO: O objetivo desse trabalho é mostrar que um país como o Brasil, rico em biodiversidade e com enormes reservas naturais, não necessita destruir suas riquezas para crescer, basta somente investir em pesquisas, produzir o etanol a partir de resíduos agroindustriais, deixa isso muito claro, pois a produção vai aumentar muito, sem nenhum hectare a mais de área plantada, e com isso, podemos colocar fim a discussão dos preços dos alimentos relacionada ao biocombustível brasileiro.

JÉSSICA KEVANY RAMOS CHIOD¹, KETHILLY CHRISTINA VIANA², VÁLERIA CABRAL DA SILVA³, VERÔNICA CABRAL DA SILVA.4

¹Escola Estadual Professora Maria José de Aguiar Zeppelini (jechiod@hotmail.com)

²Escola Estadual Professora Maria José de Aguiar Zeppelini

³Escola Estadual Professora Maria José de Aguiar Zeppelini



4Escola Estadual Professora Maria José de Aguiar Zeppelini

RESUMO: No Brasil o bagaço da cana-de-açúcar já tem uma utilidade, a produção da energia utilizada na usina, porém ainda ocorre um incidente de 6 à 10 milhões de toneladas de bagaço anualmente, pesquisadores já conseguiram uma solução para esse bagaço.

O bagaço é constituído por, hemicelulose, lignina e a celulose, para obter a glicose, serão utilizadas a hidrólise enzimática, que fará a separação desses componentes, após desunir, separando a celulose, da hemicelulose, esta última ainda passa pelo processo de sacarificação por meio de enzimas, ambas são fermentadas e destiladas, após a destilação nos temos o bioetanol, com as mesmas características do etanol.

A lignina, pode ser utilizada para a produção da energia da usina, como hoje é feito com o bagaço.Estudos mostram, que para a produção se tornar viável, a enzima deve ser produzida dentro da usina, pois seu valor é muito alto, para o etanol de baixo custo. Para cada tonelada de bagaço, será possível produzir 220 litros de etanol, podendo chegar até 280 litros, aumentar a produção em até 40%, sem aumentar a área plantada.

O uso desse resíduo agrícola, que de outra maneira, não seria utilizado, pode por fim a discussão sobre a produção de alimentos em relação aos biocombustíveis brasileiros, e surgir como com fonte alternativa de energia competitiva ao petróleo, que atualmente enfrenta sua terceira crise.



PALAVRAS-CHAVE: Reaproveitamento, Desenvolvimento sustentável, Crise dos alimentos.

MATERIAIS E MÉTODOS: Para obter esses dados, foi feito pesquisas em sites, revistas e uma visita a Usina COSAN, onde o nosso guia Marcos Prada, se prontificou a responder as nossas dúvidas.

RESULTADOS E DISCUSSÃO: Investimentos e pesquisas na produção de biocombustíveis como biodisel, bioetanol, etanol, mostram-se fundamentadas, no dia 6 de junho o preço do barril do petróleo chegou a US$ 138,54, gerando inflação, vemos ainda uma série de produtos derivada do petróleo, isso mostra a importância da busca por novas fontes de energia.A inflação dos alimentos está mais relacionada ao biocombustivel americano, no qual a matéria-prima é o milho, com a produção voltada para o etanol, o produto encareceu muito, e isso não é o único motivo, países como a China, Índia estão crescendo alucinadamente e a própria crise do petróleo também contribuiu, enfim, muitos são os motivos que levaram ao aumento dos alimentos.No Brasil, a fome está relacionada à má distribuição de renda, e se a expansão da cana for sustentável, não irá faltar o alimento.O etanol diminui em até 80% a emissão de gás carbônico em relação ao petróleo, o Presidente Lula argumenta, que existe 90 milhões de hectares de terra aráveis que ainda não foram aproveitadas para a agricultura do país,que a produção do etanol, está concentrada nos grandes centros como São Paulo e que produção de cana-de-açúcar representa menos de 1% do território brasileiro, fica claro a posição do governo em relação o etanol.

CONCLUSÃO: Ao longo desse trabalho procuramos demonstrar os benefícios da produção de cana-de-açúcar, do etanol, o novo método para extraí-la até do bagaço, visando o quanto essa produção é sustentável, utilizando o reaproveitamento em todas as etapas de produção, mostrando como ela pode se tornar uma fonte de energia alternativa e como Brasil pode se beneficiar com o clima e material barato, para pesquisas nessa área.

REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS:

Biodisel: http://www.biodieselbr.com/energia/alcool/bioetanol-etanol-lignocelulose.htm

Inovação Unicamp: http://www.inovacao.unicamp.br/report/noticias/index.php?cod=111

Revista Época – n° 526 / 16 Junho 2008



Revista Galileu – n° 203 / junho 2008

Revista Istoé – n° 2015 / 18 junho 2008


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©kagiz.org 2016
rəhbərliyinə müraciət